Torcicolo: Como se livrar?

torcicolo

1) Repouso

Entre 12 e 24 horas, relaxa a musculatura e melhora a cervicalgia.

2) Técnicas de terapia manual que envolvem a manipulação dos tecidos moles/fasciais e alongamentos passivos específicos

Normaliza as tensões musculares e fasciais locais ou globais, espasmos musculares e aliviando a pressão anormal exercida sobre as estruturas articulares, liberando aderências e melhorando a vascularização e nutrição local combatendo a estase sanguínea e linfática.

3) Técnicas manuais articulares com mobilização e a manipulação vertebral

Indispensáveis para o tratamento, dirigem-se aos elementos articulares e periarticulares, aplicados em diferentes amplitudes e velocidades. Estas técnicas permitem aumentar a amplitude de movimento e lutar contra as aderências e bloqueios articulares.

4) Técnicas de mobilização do tecido neural

As técnicas de mobilização neural visam essencialmente atuar no controle da dor e melhoria da amplitude de movimento cervical e do membro superior afetado.

5) Eletrotermofototerapia

A eletroterapia (TENS, corrente interferencial e infra-vermelho) e o calor úmido (bolsa-gel) para relaxamento muscular e diminuição da dor, no local da lesão para relaxamento do músculo, aumento da circulação sanguínea e possível redução e/ou eliminação do nódulo que surge no torcicolo; além de alongamentos para favorecer a amplitude de movimentos (ADM) do músculo encurtado.

6) Fortalecimento muscular dos músculos profundos da região cervical

Esta disfunção não se corrige por si só, mesmo depois do desaparecimento da dor, pelo que exige um treino específico com exercícios particulares. Este é um dos pontos-chave que contribuem para evitar as recidivas futuras.

7) Aconselhamento postural para realização das tarefas laborais e da vida diária

Analisar os fatores de risco e orientar na adoção de posturas mais corretas promovendo o bem-estar e evitando a recorrência dos desequilíbrios corporais.

Prevenir é possível?

Sim é possível! Em virtude dos estilos de vida adotados, posturas inadequadas, stress diário e falta de descanso, gestos repetitivos executados no trabalho ou em atividades desportivas, sobrecargas e traumatismos ocasionais, o nosso organismo vai acumulando micro-traumatismos e adotando posições que levam à sobrecarga de determinadas áreas. Pode-se restaurar o movimento desses níveis menos móveis, melhorar a postura, libertar as tensões musculares, com atividades físicas como caminhada, andar de bicicleta e correr associados a massagens relaxantes musculares, previnem a degeneração musculoesquelética e instalação de torcicolos.